Skip to content →

Tag: clipe

Novo clipe de Tulipa Ruiz

O álbum Efêmera (2010), de Tulipa Ruiz, é um trabalho que ainda merece ser descoberto em seus detalhes e canções sublimes quase dois anos depois de seu lançamento. E um bom exemplo disso é o recém lançado clipe de “Sushi”. Simples e até emocionante.

.

Leave a Comment

Céu no retrovisor

“Retrovisor” é o novo single/clipe da Céu. A música encabeça seu novo álbum, Caravana sereia bloom, que tem previsão de lançamento para as próximas semanas. Vídeo e música são sujos, bregas, despretensiosos, lo-fi.

.

Leave a Comment

Novo clipe dos Rolling Stones

Os Rolling Stones colocaram na praça o clipe da música “No spare parts”, faixa inédita que faz parte da reedição especial do álbum Some girls (1978). Polaróide dos anos 70.

.

Leave a Comment

Red Hot Chili Peppers ♥ Raymond Pettibon

O álbum I’m with you, do Red Hot Chili Peppers, é uma das gratas surpresas de 2011. Particularmente não esperava muita coisa, mas gostei do resultado desde o lançamento. E depois do clipe-verão-californiano de “The adventures of raindance maggie“, a banda lança agora o segundo clipe do disco. Trata-se da música de abertura de I’m with you: “Monarchy of roses”.

Dirigido por Marc Klasfeld, o vídeo é mais uma grata surpresa. Totalmente inspirado no trabalho do artista Raymond Pettibon, o clipe apresenta a banda em meio a desenhos que ilustram bem a sujeira sonora que é “Monarchy of roses”. Raymond Pettibon tem um estilo bem peculiar e próprio que remete à estética suja do punk rock. Ele inclusive já fez trabalhos para grupos como Black Flag e a lendária capa do álbum Goo (1990) do Sonic Youth.

Puro delírio visual. E a título de curiosidade, o clipe de “Can’t stop” (By the way, 2002) do Red Hot Chili Peppers, dirigido pelo badalado Mark Romanek (Lenny Kravitz, Madonna, Nine Inch Nails, Michael Jackson, Johnny Cash etc.), é inspirado na série de trabalhos One minute sculptures, de outro artista. O austríaco Erwin Wurm.

Leave a Comment

Andy Warhol inspira R.E.M.

O R.EM. acabou em setembro e já tem uma coletânea engatilhada para sair em novembro. Part Lies, Part Heart, Part Truth, Part Garbage: 1982-2011 passa a limpo a história da banda e terá três canções inéditas. Uma delas, a bela “We all go back to where we belong”, ganhou clipe recentemente. E não apenas um clipe. Mas dois.

O proposta é simples e esteticamente interessante: cada versão conta com uma personalidade que fica encarando a câmera enquanto a música cumpre a função como se fosse uma trilha sonora. A atriz Kirsten Dunst e o poeta John Giorno são as estrelas.

Versão com Kirsten Dunst

Versão com John Giorno

A ideia dos vídeos do R.E.M. lembra os Screen Tests que o pai da Pop Art, Andy Warhol, começou a produzir nos míticos anos 60. Dois exemplos a seguir.

Com Mary Woronov

Com Richard Rheem

John Giorno inclusive participou do anti-filme Sleep, um dos primeiros experimentos de Andy Warhol no cinema. O filme apresenta o poeta dormindo por mais de 5h. Apenas isso.

Leave a Comment