Skip to content →

Festivais abandonam a Abrafin

O Bragatto levantou a bola de que 13 festivais haviam abandonado a Abrafin (Associação Brasileira de Festivais Independentes) nesta quarta-feira (14/12). Entre eles alguns dos mais representativos do Brasil: Abril Pro Rock, Goiânia Noise, Rec Beat e 53HC, que se unem aos festivais Porão do Rock, Eletrônika e Porto Musical, que pediram desfiliação da entidade no meio deste ano.

Pouco depois começou a circular pelas redes sociais um vídeo com a “formalização” por parte dos festivais sobre a saída deles da associação, tendo como “porta voz” Márcio Júnior, um dos sócios da gravadora Monstro Discos, dona do Goiânia Noise. Assista:

O interessante é que o nome do canal do Youtube em que o vídeo foi postado é “festivaisindependentes”. Fica a pergunta se a partir de agora terá uma espécie de oposição (organizada) à Abrafin. Outra associação em que os festivais se sintam representados. Já que uma das principais queixas é que eles não se sentem representados pela entidade, conforme documento oficial assinado por todos os festivais que saíram da associação (inclusive os três que saíram no meio do ano, o que reforça a possível nova associação). Um trecho:

Discutindo os rumos tomados pela entidade nos últimos anos, estes festivais, apesar de sua diversidade, apresentam dois aspectos em comum: não pertencerem ao coletivo Fora do Eixo (ainda que praticamente todos eles possuam parcerias pontuais com este mesmo coletivo) e não se sentirem representados pela ABRAFIN. Com base nesta constatação, o conjunto de festivais em questão elaborou este documento apresentando suas perspectivas e anseios em relação à entidade.

 Leia a íntegra do documento aqui.

Indico também a leitura do texto “Não centralizar a descentralização!” do Fernando Rosa, editor do site Senhor F e organizador do festival El Mapa de Todos, que também abandonou a Abrafin.

Até agora a Abrafin não se manifestou, o que deve ocorrer em breve. O site que, teoricamente, seria um veículo oficial da entidade, não é atualizado desde junho de 2011.

 

Published in música

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *